QUALIFICAÇÃO TÉCNICA. QUANTIDADE DE ATESTADOS

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Nas licitações públicas os cirtérios de qualificação técnica estão dispostos no Art. 30, da Lei n° 8.666/93 e suas alterações, mormente com a previsão de que e necessária a comporvação de aptidão para desempenho de atividade pertinente e compatível em características, quantidades e prazos com o objeto da licitação, e nos casos de obras e serviços será feita por atestados fornecidos por pessoas jurídicas de direito público ou privado.

 

Art. 30. A documentação relativa à qualificação técnica limitar-se-á a:

II – comprovação de aptidão para desempenho de atividade pertinente e compatível em características, quantidades e prazos com o objeto da licitação, e indicação das instalações e do aparelhamento e do pessoal técnico adequados e disponíveis para a realização do objeto da licitação, bem como da qualificação de cada um dos membros da equipe técnica que se responsabilizará pelos trabalhos;

1o A comprovação de aptidão referida no inciso II do “caput” deste artigo, no caso das licitações pertinentes a obras e serviços, será feita por atestados fornecidos por pessoas jurídicas de direito público ou privado, devidamente registrados nas entidades profissionais competentes, limitadas as exigências a: (Redação dada pela Lei nº 8.883, de 1994)

 

Noutro ponto, a quantidade de atestados para comprovação de capacidade técnica em licitações é dúvida frequente que requer exame minuncioso por aqueles que julgam licitações, sobretudo para ampliação da competitividade nos vários tipos e modalidades de licitações.

 

Em vários julgados sobre o tema o Tribunal de Contas da União tem julgado no sentido de permitir-se o somatório de atestados para comprovação da capacidade técnica, dentre os vários julgados destacamos.

Não configura irregularidade a inexistência de regra expressa no edital permitindo o somatório de atestados de capacidade técnica. O impedimento à utilização de mais de um atestado é que demanda, além da demonstração do seu cabimento por parte do contratante, estar expressamente previsto no edital.

Acórdão 1983/2014-Plenário | Relator: JOSÉ MÚCIO MONTEIRO

ÁREA: Licitação | TEMA: Qualificação técnica | SUBTEMA: Atestado de capacidade técnica

É vedada a imposição de limites ou de quantidade certa de atestados ou certidões para fins de comprovação da qualificação técnica. Contudo, caso a natureza e a complexidade técnica da obra ou do serviço mostrem indispensáveis tais restrições, deve a Administração demonstrar a pertinência e a necessidade de estabelecer limites ao somatório de atestados ou mesmo não o permitir no exame da qualificação técnica do licitante.

Acórdão 1095/2018-Plenário | Relator: AUGUSTO NARDES

ÁREA: Licitação | TEMA: Qualificação técnica | SUBTEMA: Atestado de capacidade técnica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Chat via Whats
Olá! Em quê podemos ser úteis?
Olá! Agradecemos pelo contato.
Em quê podemos ser úteis?