Gestão Pública e Marketing Digital

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

As redes sociais nunca foram tão importantes no cenário em que estamos vivendo. Investir em marketing digital está deixando de ser uma premissa apenas do setor privado e se expandindo também para a área de gestão pública.

Isso acontece porque esses canais permitem uma aproximação maior da sociedade com a classe política e as gestões públicas, permitindo tirar dúvidas, prestar serviços, informações e até levar mais credibilidade e fortalecer a imagem de quem atua na área, além da transparência em que tudo isso está inserido.

Podemos citar como exemplos bem sucedidos de presença digital no setor público, o STJ (Supremo Tribunal de Justiça) e o Senado Federal. Além disso, o Exército Brasileiro tem destaque como case de sucesso com maior presença na web.

Geralmente, as ações de marketing nascem do desejo genuíno de servidores públicos de adotarem medidas diferenciadas e inovadoras que facilitem os processos tecnológicos e legais, além de manter comunicação ampla e eficaz com seu público.

relatório Digital in 2019, feito pela We Are Social em parceria com a Hootsuite, apontou que 66% da população brasileira é usuária das redes sociais.

É importante citar que isso contabiliza um total de 140 milhões de usuários ativos, nos quais o Brasil foi o país que teve maior crescimento de novos usuários, com mais de 10 milhões.

Com esses dados que comprovam o crescimento exponencial de pessoas no ambiente digital e com o setor privado investindo ativamente para estar onde as pessoas estão, é mais que oportuno que o setor público amplie seu espaço na esfera online.

Em pesquisa realizada pelo Datafolha para as eleições presidenciais de 2018, foi identificado que os eleitores do candidato líder nas pesquisas, se informam sobre política em grande maioria pelas redes sociais.

São 61% dos eleitores que se informam pelo WhatsApp, 57% pelo Facebook e 28% pelo Instagram. Sendo essa, a primeira eleição no Brasil onde o protagonismo das redes sociais fica evidente.

Outro ponto importante, é que 92% das pessoas que estão nas redes sociais realizam acesso por dispositivo mobile, onde existe grande velocidade no disparo e compartilhamentos de notícias, informações e indicações de produtos e serviços e isso não seria diferente com a área pública.

O grande desafio nessa esfera, ainda é a visão tradicional dos gestores e servidores públicos que não perceberam os grandes benefícios que o mundo digital pode trazer, tanto para agilizar uma série de etapas de comunicação, como na própria promoção de suas imagens.

Embora entidades públicas, ao se promoverem nas redes sociais, não gerem vendas ou pensem em lucrar, isso pode impactar diretamente na redução de custos com a utilização de canal de consulta, solicitações ou dúvidas se transferidas para canais de atendimento online.

É cada vez mais difícil se promover se você não está no online. É claro que o offline complementa o online e vice versa, mas as pessoas estão cada vez mais aptas a buscarem informações com o smartphone na palma da mão.

Milhares de negócios são realizados diariamente através das plataformas digitais e obviamente o setor público também pode ganhar muito adotando esse posicionamento digital.

As redes sociais podem ser um forte instrumento na comunicação e transparência e reverberar diretamente na imagem de quem está fazendo um trabalho bem estruturado, com planejamento coeso e informações relevantes dentro das plataformas digitais.

Por Caroline Lucas

Publicitária, especialista em Marketing Digital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Chat via Whats
Olá! Em quê podemos ser úteis?
Olá! Agradecemos pelo contato.
Em quê podemos ser úteis?